terça-feira, 25 de junho de 2013

O inverno e a bronquite

Olá pessoal.
Tudo bem com vcs?
Estou aqui para falar de um assunto muito pertinente no clima atual: bronquite felina.

Já tivemos um Papo com o Doutor sobre o assunto e para quem quiser entender direitinho do que se trata, clica aqui!

Pois bem, o meu tigrão golducho lindo, o Banzé, tem bronquite. Eu descobri na época em que o resgatei. Ouvia mtos barulhos vindos do peitinho dele e quando chegou o tempo de castrar, comentei com a vet que indicou um raio x para saber o tipo de anestesia que teria que dar, já que gatinhos com questões respiratórias normalmente precisam de anestesia inalatória (gatinhos de focinhos curtos também, como os persas e exóticos).


Banzé gordinho gostoso e dorminhoco, especialmente no frio!

Quando morávamos no apartamento anterior, assim que as obras de um edifício ao lado começaram, as crises de bronquite do Banzé pioraram bastante.
Por conta de poeira e cheiros fortes no ar ele tinha crises de tosse minimamente semanais, quando não a cada 2 dias.
Além da obra o apartamento era pequeno e muito úmido. Nada disso ajuda, mto pelo contrário, são fatores altamente complicantes.

Aprendi a lidar com as crises de tosse, afinal, é tosse como na gente. Logo passa e a vida segue. Dá um certo paniquinho, devo admitir, até porque não se sabe por quanto tempo ele vai tossir sem parar (e não tem nada que a gente possa fazer pra ajudar nestas horas. Temos apenas que observar pra que ele não comece a perder o ar, mas nunca aconteceu em mais de 2 anos de Banzé com bronquite em casa).

Sempre preferi uma abordagem mais natureba com eles então, ao invés de inalação com corticoides, que são a indicação em caso de crises severas, eu optei por ir levando com umidificador de ar até onde desse. Proibi fumaça de cigarro e incensos naquela casa além de produtos de limpeza com cheiro forte.

Mudamos de casa, o verão chegou e o Banzé não tossiu mais uma única vez durante 6 meses. Nesta casa que moramos atualmente, sem obras ao lado, com bastante ar circulando, área de fumantes restrita e possibilidade de limpeza adequada, ele vive uma vida com muito mais qualidade. O peitinho chia, mas é só.

Banzé - vc tira o menino da rua, mas a rua não sai do menino.

Chegou o tempo ruim. Seco e frio e com isso a bronquite nele começou a se manifestar. Ele não tem tantas crises de tosse como tinha antes, mas o chiado fica mais alto e no último 1 mês ele teve duas crises de tosse (pra quem tinha duas por semana...).

Pois bem, cedi ao inalador com soro fisiológico. Corticoide só em último caso e nunca usei nele.

Fazer inalação em gatinho é muito fácil. A foto abaixo é bem auto explicativa.

inalador ligado, gatinho dentro da caixa de transporte, mangueira para dentro da caixa e o cobertor para fechar todas as saídas de ar e fazer a "sauninha"

Tem gato que fica quietinho e até gosta, tem gato que não curte muito, mas por isso o indicado é comprar aqueles inaladores ultrassônicos que agilizam demais o processo. Em cerca de 10 minutos os 10 ml de soro já secaram e sai da caixa um gatinho respirando melhor, quentinho e úmido! É fofo.

O Banzé, apesar de ser zen, não gostou muito. Ele antes entrava na caixa de transporte por livre e espontânea vontade, acho que agora não será mais assim, mas o que importa é que é notório a melhora na respiração depois de sair da inalação.

Tudo isso, na verdade, para dizer que gatinhos com bronquite pioram um pouco no inverno, como os humanos com bronquite, mas que não é nada grave, principalmente se o gatinho tem a possibilidade de morar numa casa arejada, limpinha, sem fumaças e sem cheiros fortes.
Nada difícil! :)

Chegamos finalmente ao ponto principal disso tudo, a bela Micaela!

Oin...eu sou a linda Micaela!

A Micaela é muito chique – azul e cruzamento de persa com siamês.

O focinho encurtado muda a respiração, mas a Micaela tem bronquite e não vive em um local adequado para amenizar seu problema, muito pelo contrário, divide uma casa pequena e muuuuuito úmida com mais 6 outros gatos e a sua tutora é uma senhorinha idosa que não consegue garantir uma limpeza adequada e nem a circulação de ar que a Micaela precisa.

Por este motivo, Micaela está em busca de um novo lar. Não é por falta de amor e nem porque ela não é um sonho de gatinha, mas para melhorar a sua qualidade de vida, porque neste momento Micaela está passando por tratamento com corticoides que está mal tratando bastante seu corpinho, ela vomita mto por conta dos medicamentos e sente mto desconforto.

Vamos ajudar a Micaeal encontrar um lar amigável para quem tem bronquite?

Ela é doce, castrada e tem 3 aninhos e pouco.

Os interessados mandem um e-mail para avidacomgatos@gmail.com

Ajudem a Micaela a respirar melhor e a viver livre de corticoides!!!

me adotem e me ajudem a respirar melhor!


Beijos e boa semana.

2 comentários:

  1. Ainda bem que o Banzé tá bem melhor da bronquite. A gente fica tão preocupada com esses nossos filhotes, né?
    Ai se eu pudesse levar a Micaela pra casa....
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Que situação, bronquite em bichanos deve ser complicado pq nem todos deixariam fazer a inalação. Acho que em casa eu teria problemas com isso.
    Que linda a dona Micaela, espero que ela consiga um lar que seja adequado a ela.
    beijos

    ResponderExcluir