segunda-feira, 7 de maio de 2012

Enriquecimento Ambiental para Gatos Domésticos

Vc sabe o que é isso?
Não? 
Pergunta pro Doutor!!


Doutor, o que é Enriquecimento Ambiental para Gatos Domésticos?



Considerados os companheiros ideais da atualidade, os gatos, cada vez mais, estão sendo adotados ou adquiridos como animais de estimação nos grandes centros urbanos.
Silenciosos, pequenos, limpos e independentes por natureza, os gatos têm todas as características para se adaptarem bem aos locais e estilo da  vida moderna.


No entanto, a despeito de terem sido domesticados há cerca de 4.000 – 6.000 anos, com registros mais antigos indicando 9.500 anos, muito pouco foi alterado em sua anatomia e, especialmente, em seu comportamento.


Mediante este fato, são comuns as reclamações de proprietários a respeito de arranhaduras em móveis, urina dentro de casa, atividade excessiva à noite, brigas etc. Muitos abandonos acontecem em função disto. O que esses proprietários não sabem é que essas ocorrências não refletem alterações de comportamento, mas sim, manifestações corriqueiras de seu comportamento natural.


Assim, para tornar esta estreita convivência harmoniosa e saudável para ambos, é fundamental oferecer alternativas que desviem as atividades do animal para locais e/ ou situações aceitáveis, de modo que o comportamento natural do gato não se torne um desconforto doméstico ou que o animal não desenvolva de fato um distúrbio psicológico.


Neste contexto torna-se importante a manutenção de um ambiente adequado e do enriquecimento ambiental (EA). Estudos mostram que para propiciar qualidade de vida aos gatos em domicílios, mais importante do que o tamanho da área disponível é a complexidade do ambiente oferecido. Ressalta-se que para um mínimo em complexidade esta área deverá incluir separação clara entre as áreas de alimentação, descanso e eliminação (fezes e urina). Importante também levar em conta que caso haja mais de um animal, esses poderão ocupar a mesma área, entretanto, deve-se prover uma estrutura que proporcione esta complexidade a todos os gatos. Animais pouco socializados com outros gatos, na tentativa de evitar confrontos poderão, caso a área seja restrita, reduzir suas atividades, iniciando situação de severo estresse.


Uma vez garantido este espaço mínimo adequado, as providências para o enriquecimento ambiental devem, então, ser tomadas.


Por definição, o EA descreve a adição de um ou mais fatores inovadores ao ambiente no qual o animal vive e que sejam capazes de promover o bem-estar físico e fisiológico dos animais envolvidos.


Evidências clínicas demonstram a importância da aplicação de estratégias de EA para gatos domésticos em diferentes ambientes de confinamento ( de internações em clínicas veterinárias a gatos que vivem só dentro de casa), com o objetivo de promover oportunidade para que o gato expresse seu comportamento natural de modo a prevenir ou tratar alterações de saúde correlacionadas a estados emocionais negativos e de ansiedade generalizada, como a doença do trato urinário inferior.


Como fazer:


Opções disponíveis de EA podem ser: incluir outro felino como companheiro, apropriada introdução e socialização com um cão, bolinhas, ratinhos, brinquedos de pendurar, brinquedos específicos para alimentação (esconderijos de comida, labirintos, bolinhas com orifícios, dispensadores de alimento, entre outros para este fim), artefatos para manutenção de temperatura (tecidos e papel picado), tronco de árvore, prateleiras, caixas, brinquedos do tipo túnel, vídeos apropriados para a espécie, janelas para observar a paisagem, catnip, feromônio ( feliway) e outros.


Cuidados devem ser tomados em observar se os efeitos do enriquecimento estão de fato gerando bem-estar. 
Um exemplo típico de como as estratégias podem se tornar um problema se não forem bem acompanhadas é o uso do laser point como entretenimento para gatos. Esse tipo de brincadeira deflagra comportamentos típicos dos gatos, tais como os processos de mobilização para a caça, ou seja, a sequência perseguir e atacar. 


Se observado por este ângulo, conclui-se que o laser point é enriquecedor, uma vez que um dos objetivos do EA é “aumentar a série ou número de comportamentos padrões típicos da espécie”. No entanto, ao mesmo tempo em que oferece esta oportunidade de enriquecimento, ele não permite que o gato complete o processo de caça com a captura adequada, que é importante para consumar este comportamento. 


Mediante isto, apesar do enriquecimento, essa atividade tem grande potencial de desencadear frustração e os comportamentos relacionados a esta.


Outro cuidado importante é em relação a manter uma diversidade dos estímulos, pois os gatos rapidamente se acostumam e deixam de se interessar pelas propostas apresentadas.


Um exame médico completo deve ser feito antes dos procedimentos de enriquecimento ambiental.


O EA pode ser implementado como um primeiro socorro aos gatos que estejam passando por um período curto de estresse, como a estadia em uma gaiola de hospital ou a hospedagem fechada em gatis.


Problemas mais complexos devem ser encaminhados a um veterinário para adoção de um plano de modificação destes comportamentos através de abordagem terapêutica multidisciplinar.


Dr. Leandro Neves Camacho - CRMV/SP 16.029
CONTATO: (11) 7686-7337
pet2homecare@gmail.com







Um comentário:

  1. Essa do laser point eu não sabia. Muito legal a matéria! Beijos

    ResponderExcluir